Ácido Hialurônico: injetável ou em creme?



À medida que envelhecemos, as marcas do tempo vão aparecendo pelas causas mais diversas. Uma delas é a redução da concentração de ácido hialurônico no corpo, uma substância capaz de atrair água e manter a pele hidratada. Isto faz com que o viço, o brilho e a elasticidade cutânea sejam perdidos. Além disso, existe a reabsorção dos coxins de gordura da face e a remodelação óssea, o que leva à perda tanto de volume quanto de sustentação facial, dando a sensação de rosto “derretido”.

A reposição de ácido hialurônico pode ser realizada com uma versão sintética da substância, feita em laboratório mas equiparável à encontrada no corpo humano. Dentre os tratamentos existentes, estão a forma injetável ou em creme. Cada um desses tratamentos atuará com uma função diferente e deve ser sempre indicado por um especialista na área (dermatologista ou cirurgião plástico).


O creme com ácido hialurônico vai agir melhorando a textura da pele e promovendo uma hidratação mais superficial, sendo um excelente aliado numa rotina de skincare, por exemplo. Para que haja uma atuação efetiva nos sinais do envelhecimento, usamos o ácido hialurônico injetável. Ele proporciona o preenchimento de sulcos e rugas mais profundas, bem como a reposição dos coxins de gordura reabsorvidos ao longo do tempo e a reestruturação do contorno facial. A forma injetável também é usada para embelezamento, proporcionando aumento do volume dos lábios, região malar (as “maçãs” do rosto) destacada nas mulheres e queixo e mandíbula proeminentes nos homens, dentre outros.


Creme

A aplicação dos cremes com ácido hialurônico têm melhores resultados na prevenção do aparecimento de rugas finas e superficiais, mas também é uma ferramenta auxiliar no tratamento das mesmas quando estas já estão instaladas. Neste caso, o creme vai ajudar a hidratar a pele, dando a ela um aspecto mais saudável ao recuperar o seu viço, brilho e melhorar a sua textura.


Os cremes com este ácido normalmente não provocam efeitos secundários. No entanto, algumas pessoas podem desenvolver algum tipo de reação alérgica, levando a sintomas como pele avermelhada ou coceira.


Injetável

O ácido hialurônico deve ser sempre aplicado por um dermatologista ou cirurgião plástico em ambiente devidamente preparado para procedimentos minimamente invasivos. Após aplicação de anestésico local, o profissional injeta o ácido nos locais previamente demarcados utilizando agulha ou cânula. Este procedimento demora em média 30-60 minutos, não sendo necessária internação hospitalar. O paciente pode voltar às suas atividades habituais em seguida, seguindo os cuidados recomendados pelo seu médico.


O preenchimento facial deve ser realizado respeitando as características individuais e proporções de cada paciente, gerando uma aparência mais natural. Várias áreas são beneficiadas com este procedimento, como: região temporal, olheiras, região malar, bigode chinês, lábios, terço inferior (queixo e mandíbula) e até mesmo orelha (lóbulo “murcho”) e nariz (rinomodelação).


Os resultados da aplicação surgem imediatamente após o procedimento, com resultado melhor avaliado entre 15 e 30 dias. Os efeitos duram, em média, de 12 a 18 meses.



Dr Agnaldo Castro • Cirurgião Plástico ⠀

CRM 164631 • RQE 79273⠀


Posts recentes

Ver tudo