BIOESTIMULAÇÃO

Com o passar dos anos, é natural que a pele diminua a produção de colágeno, o que a torna menos firme, com perda da sua tensão e aparecimento de flacidez. Neste caso, a bioestimulação é uma opção de tratamento segura e eficaz tanto para a face quanto para o corpo,podendo ser realizada no abdome para tratamento do “umbigo triste”, nas coxas, no bumbum, nos braços etc.

 

Substâncias como a hidroxiapatita de cálcio ou o ácido poli-L-láctico são injetadas logo abaixo da pele, gerando uma reação inflamatória controlada que atrai fibroblastos e faz com que eles aumentem a sua produção de colágeno. 

 

O aumento da espessura da derme deixará a pele com maior firmeza, reduzindo a sua flacidez e gerando um aspecto rejuvenescido e natural.

Facelift.png

Tempo de procedimento

  • Cada sessão dura menos de uma hora. 

  • Os resultados são graduais. A melhora no aspecto, textura e tônus da pele surgem a partir de 4 semanas seguintes ao tratamento, sendo melhor visto após 3 meses.

  • O número de sessões necessárias é definido na avaliação médica, variando de 1 a 3 com manutenção anual.

  • Retorno imediato às atividades habituais (exceto atividades físicas que devem ser evitadas no dia da aplicação).

  • Os resultados da aplicação duram de 12 a 24 meses.

Contraindicações​

  • Infecção ativa no local

  • Gestantes

  • Pacientes com doenças do colágeno (esclerose sistêmica, lúpus etc)

Desconforto e reações esperadas

  • A dor durante o procedimento é leve, variando de acordo com a sensibilidade de cada paciente.

  • Vermelhidão, inchaço e equimoses (manchas roxas) podem aparecer nos primeiros dias, regredindo espontaneamente.

Cuidados após o procedimento

  • Massagear o local de aplicação 3-5 vezes ao dia pelos primeiros 5 dias após realização do procedimento

  • Evitar exercícios no dia da aplicação pelo risco de sangramento e piora do inchaço.

  • Evitar exposição ao sol se houver equimoses (manchas roxas).

  • Usar protetor solar.

Importante

  • Os tratamentos são individualizados e devem ser discutidos e programados na consulta médica.

  • A combinação com outros procedimentos pode ser necessária para atingir um melhor resultado no tratamento.